SETEMBRO, MÊS DA BÍBLIA

A Igreja Católica do Brasil celebra durante o mês de setembro, o mês da bíblia. Esse mês temático surgiu em 1971 e foi escolhido porque no ultimo domingo celebramos o dia nacional da bíblia, devido a proximidade da festa de São Jerônimo, patrono dos estudos bíblicos, no dia 30.

Mas, afinal de contas, para que foi escrita a bíblia? Podemos procurar a resposta na própria bíblia: 2 Tim 3,16; Isaías 55,10-11; Lucas 1,3s. Deus escreveu dois livros para nos, o primeiro é a vida, a criação, os fatos. O livro da vida nem sempre é transparente … o pecado não deixa a vida falar como deveria. O outro livro é a bíblia, que vem nos ajudar a entender o primeiro livro, a vida … e nos ajudar a descobrir nela os apelos de Deus. Santo Agostinho disse que a bíblia não existe  para sí, mas para nós. A sagrada escritura existe para iluminar o chão da nossa vida.

A palavra bíblica vem do latim biblion: livro. A bíblia é uma coleção de livros, uma biblioteca, escritos em épocas diferentes, por autores diversos e em gênero literários diversos.

Ler a bíblia sem perceber como funciona a linguagem leva a graves enganos. A Dei Verbum nos lembra: “ Para descobrir a intenção dos hagiógrafos (escritor sagrado, inspirado por Deus), devem-se levar em conta gêneros literários…” A saber, gêneros literários na bíblia: legislativo, etiologias, narrativas teológico-didáticas, sapiencial, poesia, etc …

Abrimos o mês da bíblia, como escola católica, comprometida com a formação integral de nossos estudantes, tendo como fonte e modelo Jesus Cristo, o Divino Rogacionista. Foi um momento de acolhida da palavra, cercada de alguns símbolos: luz:” Tua palavra é lâmpada para os meu pés e luz para o meu caminho.”(sl 119,105); Mel: “Quão doces são as tuas palavras ao meu paladar.”(sl 119,103); Pão:” Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus.”(mt4,4).

A bíblia não briga com a ciência, com a historia, com a geografia. Ela quer transmitir a experiência de fé de um povo para iluminar a nossa vida hoje. Surgiu como fruto da inspiração divina e do esforço humano. É o livro que primeiro foi vivido, depois contado de pai para filhos e somente depois escrito. É o resultado de uma longa caminhada, que procura transmitir a Palavra de Deus presente na vida.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *